Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

A Peste Bubónica ou Peste Negra

julmar, 21.03.20

A morte negra e os doutores da pesteO triunfo da morte, de Pieter Bruegel, o Velho

Resumo

As primeiras notícias que se tem da peste foi durante a guerra entre genoveses e mongóis na cidade de Caffa (atual Teodósia), na Península da Crimeia, em 1346.

Ao ver que os mongóis muçulmanos morriam, os genoveses atribuíam à doença à justiça divina, pois era um sinal inequívoco que Deus estaria do lado dos cristãos.

Quando a contenda acaba, os genoveses voltam para a Península Itálica levando a bordo ratos que hospedavam pulgas no seu corpo e eram elas que transmitiam a bactéria da doença.

Esses ratos entrarão em contato com seus pares europeus e assim é disseminada a doença por portos como Veneza, Marselha, Barcelona, Valência, etc.

A peste se espalhou rápida e inexoravelmente. Não havia muito que fazer, a não ser isolar o doente. Mesmo assim, o contágio atingiu e matou cidades inteiras, esvaziou mosteiros e assustou populações.

A epidemia do século XIV foi a que entrou no imaginário coletivo ocidental. No entanto, até o século XIX se verificaram surtos de peste negra pela Europa

(Professora Juliana Bezerra)

Peste Negra

(Médico da peste negra em gravura do século XVII)