Quinta-feira, 7 de Junho de 2018

A Evolução de Deus

Resultado da Imagem para a evolução de deus robert wright

Um  livro grande (650 páginas) que é um grande livro. E eu gosto de livros grandes, sobretudo quando são trabalhosos. E este obrigou-me a pegar no lápis e a marcar passagens e fazer anotações. Há os ditosos, talvez eleitos, a quem Deus se revela, aqueles que educados na fé de um deus não têm necessidade de se questionar, aqueles que até consideram uma falta de respeito ou mesmo uma ofensa que alguém se questione sobre o que consideram inquestionável. Mas se nada do que acontece é por acaso, também o não é o facto de em vez de Teologia (que seria o meu per-curso natural) ter cursado Filosofia e de a ter praticado de forma radical, no sentido cartesiano. E se Descartes vivesse no século XXI seria, muito provavelmente, ateu ou agnóstico. Mas o que a presente obra trata não é de Filosofia mas das histórias dos deuses, de Deus ou, se quisermos, da evolução da ideia de Deus atendendo aos fatos e a uma interpretação dos mesmos dentro do espírito e do método científico, na mesma linha que Darwin seguiu para a evolução das espécies, até chegar ao monoteímo das religiões abraâmicas: judeísmo, cristianismo e islamismo. 

O autor termina com um título "Regresso ao Passado" onde  se interroga:

"O facto de as ideias religiosas apelarem naturalmente à mente humana não explica por si mesmo, como foi que a religião começou. Se admitirmos que os «memes» religiosos têm uma 'vantagem selectiva' na evolução cultural, como poderia exactamente um dado meme - uma crença religiosa específica - moldar-se e ganhar atração? Nunca o saberemos ao certo, mas a natureza humana torna fácil esboçar um cenário plausível"

Esse cenário traça aquilo que pode ser considerado uma origem natural da religião: "Porque quanto mais sabemos sobre o caráter labiríntico da religião e por vezes irracional da natureza humana mais fácil é explicar a origem da religião sem invocar tal coisa (experiência mística ou revelação). A religião nasceu de uma miscelânea de necanismos mentais geneticamente baseados pela seleção natural para propósitos totalmente mundanos".

Curioso(ou não), o autor, nos agradecimentos, termina com um obrigado a Deus. Ou tão só e apenas, as tra(d)ições da linguagem.

publicado por julmar às 19:05
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Gelado de filosofia

. POEMA EM LINHA RETA, Álva...

. Os incêndios e os cidadão...

. Jalan, jalan ou a razão e...

. Muito perto de Tabriz, pa...

. Passo a passo

. Lendo Philip Roth

. Chegada a Erévan, passo a...

. A Evolução de Deus

. Indignação

.arquivos

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds