Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

A Educação na Finlândia - Paul Robert

Que podemos aprender com os finlandeses no domínio da Educação? O que faz com que eles sejam tão bem sucedidos?

Provavelmente o mais importante - a cultura- será algo que não é importável. Haverá outros aspectos que talvez o sejam. E mesmo a cultura também pode ser assimilável, de forma mais lenta. (para continuar) Alguns pontos a destacar que podem fazer a diferença:

- O Aluno está no centro do Sistema; O importante é o aluno e não o currículo

- Os espaços de trabalho são amplos (salas de 65m2); há zonas de descanso confortáveis; as escolas são de pequena/média dimensão( 200, 300, 400, 500 alunos)

-A entrada na escola é aos 7 anos, havendo um de pré-escolar; em acordo com os pais a criança pode entrar apenas aos oito se não estiver pronta para a leitura;

- «O chumbo» é proibido por lei até final do ciclo básico;

 - As aulas são de 45 minutos;

- Há uma detecção precoce das limitações e perturações da aprendizagem;

- As turmas não ultrapassam os 25 alunos

- Os alunos são, por norma, envolvidos e activos na aprendizagem

- Por norma, as aulas não são expositivas, o papel principal do professor é criar e gerir situações de aprendizagem.

- No secundário, em grande parte, o currículo é construído pelo aluno, deixando de ser organizado por turma.

- A avaliação é sempre motivadora: os alunos não são classificados nos primeiros anos; as notas quantitativas só aparecem a partir do 6º ano. A escala de avaliação é de 4 a 10 o que revela a vontade de valorizar o aluno;

- A profissão é socialmente valorizada embora em termos salariais esteja na média da OCDE; há um recrutamento exigente; uma formação inicial avançada; A carga lectiva envolve em média 20 tempo semanais de 45 minutos, podendo os professores de línguas ter menos horas que os de expressões; As condições de trabalho - espaços e tecnologias são óptimas; Uma liberdade pedagógica grande; participam regularmente em acções de formação contínua; investem profundamente na profissão,têm elevado nivel de tolerância para as pequenas falhas dos alunos, s~~ao motivados e positivos.

Existe descentralização: os professores dependem directamente dos municípios e dos estabelecimentos de ensino quer a nível salarial, quer contratual.

- Cada estabelecimento tem de ter um plano de avaliação.

- Os alunos têm 30 aulas por semana, à razão de seis por dia;

- Nos primeiros anos a disciplina de Economia doméstica é obrigatória;

- Há 7 temas transversais, definidos nacionalmente:

        Tornar-se pessoa;

        Identidade cultural e dimensão internacional

        Media e comunicação

        Cidadania participativa e mundo do trabalho

        Responsabilidade face ao ambiente, bem estar e desenvolvimento sustentado

        Segurança rodoviária

        Tecnologia e indivíduo

- É privilegiada a dimensão educativa e a criação de uma atmosfera de trabalho positiva e cooperativa.

 - Tudo é feito para estimular os alunos a criar a sua própria empresa mais tarde.                   

 

 

 

publicado por julmar às 12:41
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
28
29

30


.posts recentes

. Entender a Alemanha para ...

. Vanitas vanitatum

. Ler os melhores

. Passo a passo até Lahore

. Luz e sombra

. Mãe

. Treinar e aprender

. Dia mundial do livro

. Aprendendo inglês, livro ...

. Andar, passo a passo. A c...

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds