Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

O deus das pequenas coisas

julmar, 07.03.16

Floreiras.jpg

 

Para além de Um Deus todo Poderoso que cria a partir do nada, que  tudo ordena, que tudo sabe e que tudo pode, creio haver um deus das pequenas coisas, fraco, transformador, ignorante, desajeitado, próximo da natureza humana. A sua divindade é, apenas, potencial mas o suficiente para ser um deus, um deus pequeno que mora no íntimo de cada ser e que o inspira e o leva a superar-se, e o leva a querer bem e a fazer bem; a unir a inteligência às mãos na produção de pequenas coisas; a unir as suas a outras mãos para fazer coisas maiores.

Cai-me o pé para a filosofia  mesmo nas coisas mais banais: no caso, a parte inicial da construção de uma floreira que há-de alegrar os olhos para quem as flores sejam tão importantes como o pão.

Será essa a razão porque um amigo da Vila diz que sou meio filósofo. Na outra metade está tanta coisa!