Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Apenas um instante…Agostinho Gomes

julmar, 23.10.09

 

 

Vida,

Eu não te peço muito:

Apenas um instante…

 

Não tenho longes a esperar-me,

Nem áfricas a conquistar,

Nem índias a descobrir…

 

Sei o universo que sou,

O oceano que percorri…

Mas queria inda rever-me

Nas encostas que trepei,

E escolhos, que não venci…

 

…Só para dizer aos Meninos

Os riscos dos acrobatas

E as lágrimas não enxugadas

                       Na alma mártir dos náufragos.

Sobre a credulidade

julmar, 19.10.09

«Na minha opinião, Dom Quixote estava a levar a cabo uma experiência. Queria pôr à prova a credulidade dos seus companheiros. Seria possível, pensou ele, alguém apresentar-se perante o mundo e, com o maior dos desplantes, atirar mentiras e disparates? Afirmar que os moinhos de vento são cavaleiros, que a bacia do barbeiro é um elmo, que os fantoches são pessoas reais? Seria possível persuadir os outros a concordarem consigo, mesmo não acreditando nele? Por outras palavras, até que ponto as pessoas tolerariam blasfémias se isso as divertisse? A resposta é óbvia, não acha? Até onde ele quisesse. E a prova é que ainda hoje lemos o livro. Continuamos a achá-lo sublimemente divertido. E é isso o que todas as pessoas desejam de um livro: que as divirta».

In, A Trilogia de Nova Yorque de Paul  Auster

 

A felicidade exige valentia

julmar, 08.10.09

«Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço que a minha vida é a maior empresa do mundo e posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise, Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e de se tornar autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um «não». ´R ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…»

 

Fernando Pessoa