Quinta-feira, 29 de Junho de 2006

Lapidação

O presidente da Câmara Municipal de Viseu e presidente da Associação Nacional dos Municípios incitou os munícipes a uma intifada contra funcionários do Ministério do Ambiente:- «Corram-nos à pedrada»

Em que país estamos?

publicado por julmar às 19:37
link do post | comentar | favorito

A piedade

Aprendi com Shopenhauer que a piedade é a fonte da moralidade. Preferível à razão prática de Kant
publicado por julmar às 12:33
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Junho de 2006

Eco-Escola

Eu tenho na mais alta consideração a merda convertida em estrume; duvido mesmo onde é que haverá mais poesia se na merda se nas flores.

O amigo Ruas não tem dúvidas mas não é por nos julgarmos flores que somos flores e não é por nos julgarmos estrume que o somos. Em termos metafísicos, claro.

 

"A minha escola é pequena, mas muito bem arranjada. A minha escola é como se
fosse um jardim, nós, os alunos somos as flores e a senhora professora é
como se fosse um monte de estrume que nos faz crescer belos e fortes."

 

publicado por julmar às 22:31
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Junho de 2006

Lendo a bíblia

Não te glories do dia de amanhã; porque não sabes o que produzirá o dia.

Seja outro o que te louve, e não a tua boca; o estranho, e não os teus lábios.

 Pesada é a pedra, e a areia também; mas a ira do insensato é mais pesada do que elas ambas

Livro dos Provérbios 

publicado por julmar às 18:38
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Junho de 2006

Lapidações

«O homem que tem ar de porco é naturalmente um porco»

Giordano Bruno

publicado por julmar às 17:07
link do post | comentar | favorito

Aprendendo

Em Potes, na Cantábria, um daqueles dixotes, posto em mosaico, dizia:

Si el viño prejudica tus negócios, deja los negócios.

Os portugueses dão-lhe inteiro cumprimento. Por exemplo poderiam ter um equivalente:

Se a burocracia prejudica as empresas, abandona as empresas.

publicado por julmar às 08:12
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Junho de 2006

Greve de professores

Muitos professores dizem que o que está em causa é a ministra, ou melhor, a sua arrogância, asua insensibilidade, a sua prepotência e secundariamente a política; que o problema não é de forma mas de conteúdo; que muito do que está a fazer tem que ser feito; que o está a fazer de modo rápido e bruto.

Deveria ser feito tão lentamente que não incomodasse/Tão suavemente que não se sentisse/Com linguagem tão doce como meiga carícia/Enfim, que cumprisse uma das leis lusitanas que parecesse apenas que mudasse, Levemente, suavemente, docemente a caminho do abismo.

 

publicado por julmar às 22:10
link do post | comentar | favorito

Um amigo do Cunha

Eu tenho um amigo que é amigo do Cunha e que tem alguma inveja de não ser como ele. Essa é a pior parte do meu amigo, parte que eu lhe perdoo como outros´pecados menores. O que o meu amigo tem de melhor é a sua espntaneidade, a sua maturalidade, a sua animalidade. Esta é a parte que eu admiro no meu amigo que o torna humano do riso às l´grimas tão próximos das vísceras, tão próximos da vida que quase nenhum véu os separa.
publicado por julmar às 21:57
link do post | comentar | favorito

Novo símbolo

Fonte: The trust in blog

publicado por julmar às 08:47
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 12 de Junho de 2006

O médico do Cunha

De entre os amigos do Cunha, destaca-se um que é médico. Mais do que tratar-lhe das maleitas, que chegado à casa dos cinquenta e tais sempre começam a espreitar, o Dr. que é um amigalhaço (os amigos do Cunha são assim uma coisa duradoura e forte) presta-lhe inestimáveis serviços dentro da maior instituição nacional que toma por nome Atestado Médico, onde a honra que é suposto ser o valor mais inegociável à face da terra serve para atestar que o Cunha e os seus amigalhaços de vez em quando têm enxaquecas, diarreias, indisposições, depressões, esquizofrenias, neuroses, psicoses ... que a lista é longa e deve ser usada de acordo com as situações que impdem o Cunha e os eus amigalhaços de cumprir com as obrigações.

Trabalho mesmo teve o Cunha quando foi de Guimarães, da história das provas globais em que de modo súbito e simultãneo cerca de 300 alunos não puderam cumprir com a obrigação.Tratou-se aí de uma epidemia. E a mão do Cunha conseguiu, enfim, mostrar em sede de justiça que de epidemia se tratara.

Grande Cunha! Tens um poder invejável!

publicado por julmar às 21:46
link do post | comentar | favorito

O Cunha, ao mais alto nível

Segundo o Público de hoje

«Um quarto dos condecorados [pelo Presidente da República] foram da comissão de Cavaco» A gratidão é um sentimento bonito. E o Clemente, analfabeto dipomado, dá-me lições quando me diz que uma mão lava a outra.

Quem disse que Cavaco não é uma pessoa séria? Quem se atreve a dizer que o Cunha não é uma pessoa séria?

publicado por julmar às 21:34
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Junho de 2006

Plano nacional de matemática

O dito plano vai pelo caminho errado: Vai-se arranjar mais professores, vai-se arranjar mais equipamentos, vai-se dar mais formação aos professores. Mais do mesmo só pode dar o mesmo em maior quantidade, isto é, com mais investimento vamos ter mais insucesso. Ainda não compreenderam que o problema não está em quem ensina, não está em quem aprende, não está no modo como se ensina. Está no clima.

Tentem diminuir os recursos físicos e humanos. Arranjem salas com quadros , dos tradicionais com giz ,de preferência branco, branco apenas. Os alunos que tenham apenas caderno e lápis. Se tiverem livro, que as ilustrações sejam só as suficientes, modestas e adequadas (pode servir de exemplo o Compêndio de Matemática do Calado). Se necessário acrescente-se um Caderno de Problemas (pode servir de exemplo o de Palma Fernandes).

Que o aluno seja obrigado a estar tempo suficente só para que possa experimentar a dificuldade, para que, se possível, a possa ultrapassar por si, sem recurso imediato ao colega ou ao professor. Tempo de treino. Só. Tempo suficiente. Com persistência, esforço e sofrimento.Com tempo, talvez chegue a gostar. Se teimarem em colocar o gosto como pressuposto, têm o insucesso garantido. Se tiverem dúvidas sobre isto perguntem a alunos e professores com gosto na matemática. 

publicado por julmar às 18:27
link do post | comentar | favorito

Grande Cunha!

Foi o Clemente - um analfabeto diplomado que põe orgulho no facto - quem me disse, a propósito de umas obras que lhe encomendei, ostentando com isso toda a esperteza, que com ele é assim: uma mão lava a outra.  

Para mim o Clemente que não conhece uma letra do tamanho de um boi, já foi instruído pelo Cunha que, a troco de três mil euros já lhe prometeu arranjar-lhe a carta de condução.

Grande Cunha!

publicado por julmar às 18:14
link do post | comentar | favorito

A Educação está no caminho certo

Se, como vem noticiado, professores militantes  do PS estão a devolver os seus cartões porque consideram errada a política que põe em causa os seus interesses corporativos, então estamos no caminho certo.
publicado por julmar às 18:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Junho de 2006

Ti Olinda

Um dia escreverei sobre ti que estás prestes a completar 100 anos e continuas os dias todos a levantar-te com o sol e a deitar-te com ele. Um dia quando já não for obrigado a dar cumprimento das pequenas coisas do dia à dia.

«O que seria de nós, os velhos, se não tivéssemos esse livro ilustrado que é a memória, toda essa riqueza de experiências vividas! Seria uma situação lamentável, seríamos uns miseráveis. deste modo, porém, somos imensamente ricos e não nos limitamos a arrastar uma carcaça cansada, de encontro ao fim e ao esquecimento; somos guardiães de um tesouro que viverá e resplandecerá enquanto nós propris respiramos»

Herman Hesse, O Elogio da Velhice 8p. 82)

publicado por julmar às 21:51
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Junho de 2006

O Dia do Burro

Se há argumentos em favor do dia do cão, há-os, certamente, a favor do dia do burro.
publicado por julmar às 08:14
link do post | comentar | favorito
Domingo, 4 de Junho de 2006

O clima e o insucesso

Já satura ouvir falar do insucesso dos alunos, em geral, e do insucesso  na disciplina em matemática, em particular. Já houve não sei quantas comissões, grupos de trabalho, simpósios, jornadas, seminários, teses de mestrado, quiça de doutoramento. Não faltam diagnósticos e terapêuticas também não. Já uma vez escrevi que o insucesso real não é maior em matemática que em outras áreas. Acontece que em matemática pela natureza da disciplina o insucesso não é camuflável . Das múltiplas causas aduzidas para o insucesso raramente o é a questão cultural ou é-o de uma forma suplementar.

Ora, bastará estar atento a todos os pronunciamentos sobre o assunto para vermos o ponto essencial da questão. Ainda hoje num dos canais televisivos toda a tónica foi colocada no gostar. Aí bate o ponto. E este ponto é o princípio, implícito ou explícito, de que não pode haver aprendizagem se não houver gosto. Aplica-se à matemática o princípio que rege hoje a nossa sociedade: o prazer. Não devemos comer do que não gostamos, não devemos ter uma profissão de que não gostamos, não devemos estar com uma mulher de que não gostamos, não devemos ter os pais ou os sogros  em casa porque dão trabalho, não devemos ler um livro porque há coisas bem melhores. O mundo está todo organizado para nos tirar todas as chatices e para nos proporcionar todo o conforto. Ainda não se consegiu que se possa aprender matemática ( e outras matérias) como quem vai ao supermercado e aos shopings e se satisfazem outros desejos. Digo ainda. Começa a haver  missionários das novas tecnologias que  já tomaram assento  no Ministério da Educação  que dão pelo nome de Equipa de Missão Computadores, Redes e Internet na Escola e prometem que com tais máquinas tudo vai mudar . As máquinas de calcular não melhoraram o cálculo dos alunos - atrevo-me a dizer que o pioraram. Com a ilusão das TIC há-de acontecer o mesmo. Por que felizmente o conhecimento ainda é um bem que cada um adquire com esforço e trabalho. Felizes dos que entenderem que este é o único caminho que nos conduz ao saber e ao sabor, isto é, ao bom gosto.

Em resumo, o dito insucesso é uma questão de clima. Como tal não o podemos mudar de um dia para o outro. Portanto, quem quiser boas culturas terá, provavelmente, de construir estufas e encontar outros meios que mitiguem as condições climáticas. As escolas ( e as famílias que entenderem isto) poderão construir-se como lugares especiais donde os factores estiolantes e deletérios estejam ausentes.

publicado por julmar às 19:27
link do post | comentar | favorito
Sábado, 3 de Junho de 2006

Asneira

A asneira é própria do asno. Às vezes, é tão desabrida e tão estúpida que me dá volta ao estômago e chega a provocar vómito.

Extractos de respostas à OT

«O princípio da individuação só pode ser quebrado se alguém nascer de um incesto, esse alguém é Édipo, foi ele, até agora o único a quebrar este primcípio»

«Em toda a obra só encontrámos uma única união entre estes dois deuses, a essa união dá-se o nome de uno primordial»

Por favor,segurem-me!

 

publicado por julmar às 17:46
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Junho de 2006

Conversas da beira praia

Não gosto de escutar conversa alheia mas as duas jovens senhoras da mesa ao lado falavam suficienemente entusiasmadas e alto para que eu seguisse a conversa. Uma delas queixava-se que a indisciplina tinha aumentado por caus dos miúdos terem agora aulas de 90 minutos.

-Bem sabes que ao fim de 15 minutos já deixaram de nos ouvir! Que vamos fazer nos restantes 75 minutos?

- Uma coisa posso dizer-te. Hoje entras na escola e está muito mais sossegada. Anteriormente parecia um recreio contínuo com alunos permanentemente por todo o lado.

- Sim, esqueces é que o recreio agora passou para demtro d sala de aula.

Chamei o empregado paguei o fino. Para escola chega o tempo de escola. Jé nem na esplanada da praia se está em sossego?

publicado por julmar às 11:43
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Porque hoje é o dia mundi...

. Lugares da minha vida, de...

. Uma Breve História do Tem...

. Saudade das coisa simples

. O tempo parado

. Oh as casas as casas as ...

. O Cardeal Manuel Clement...

. A Inutilidade do Viajar

. Viajar

. Ano de 2017, passo a pass...

.arquivos

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds