Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Como vai a Formação de Professores - Afonso Leonardo

julmar, 27.06.13

Ouvi há coisa de um mês, num congresso em Vila Nova de Gaia, promovido pela ANDAEP, um participante discorrer sobre como se pode conseguir boa educação. Dizia o dito participante na sequência da palestra da ex-ministra Maria de Lurdes Rodrigues, que a boa educação das nossas escolas resulta, no essencial, de três variáveis: Das lideranças, da formação e da avaliação. O estado em que se encontra qualquer um dos pilares é lastimável ou mesmo inexistente. Claro que nos congressos ninguém quer incomodar ninguém e as coisas que se sabem mal são ditas de maneira tão mansa e desresponsabilizadora que no fim o proveito se reduzà autosatisfação dos atores. Passando por cima da conversa redonda que não aleija ninguém - a maior parte dos diretores são bons ou excelentes, em todas as profissões há bom e mau, trabalham sem horário em aceleração constante - a verdade é que líderes escolares no sistema educativo como existe é uma impossibilidade. Poderiam ser bons gestores e, certamente, haverá alguns, contra a lógica do sistema. Poucos, por isso. Mesmo quando o fator vontade exista.

Quanto à formação não existe política nessa área desde o final do primeiro governo de José Sócrates. A revisão do Regime Jurídico da Formação Contínua  deveria estar pronto no final doano 2009 e ainda não se fez. Os Centros de Formação de Escolas estão reduzidos à figura do Diretor, sem financiamento para formação, fazem pouca, muito pouca, ao sabor da oferta (gratuita) de formadores, pouco pertinente. Por isso, os Centros de Formação passam mais certificados de não formação (ridículo? - assim mesmo) do que de formação e constitui, nalguns Centros, a notícia principal das respetivas Páginas da Internet. Se pretende um indicador da atividade e importância no setor da Formação de professores, faça um pequeno exercício abra a página da DGEstE (ex- Dren) http://w3.dren.min-edu.pt/ e clique em Escolas - Centros de Formação e terá num mapa aos diferentes CFAEs da Região Norte. Abra um a um e verifique a atividade formativa dos ditos centros. Encontrará um pouco de tudo e até ficará surpreendido com a qualidade do trabalho de muito poucos. Mas na educação não se pode viver de oásis. Até o CAIS DO FUTURO, ironia, nasceu e morreu sem chegar a crescer. Pretendia ser o lugar de encontro dos CFAEs de todo o país. Sem prejuízo de haver muita gente capaz. Porém, mesmo nos casos em que exista vontade, ela não chega.

Quanto à avaliação dos professores não existe. Neste caso, nem vontade. É tão evidente que nem sequer dá para fazer de conta.

Que resulta disto? Que não teremos boa educação, que seremos mal educados.