Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Badameco

As anotações de Júlio Marques.

Revisitando Edgar Morin

julmar, 08.11.11

 

“ O professor de literatura do Clube do Poetas Mortos convida os seus alunos, bem alinhados atrás das carteiras, a subir para as carteiras e a olhar o mundo de lá. Só esta experiência de um outro ponto de vista sobre o mundo poderá tornar possível uma transformação do seu ponto de vista sobre si mesmos, poderá permitir-lhes escapar a essa definição de si mesmos e do seu destino, sombria e inclusive mortal, que estava predeterminada pela imperícia e cegueira dos docentes e dos pais.(...) Ele (o professor) diz aos seus alunos: Aprendei a mudar de lugar e a tomar altura. Mudai de lugar: olhai-vos a vós próprios do ponto de vista do outro, olhai com os olhos deste instante o ponto de vista outro do instante passado. Tomai altura: aprendei a olhar as relações entre estes pontos de vista, descobri que através de tais relações podeis aperceber novos caminhos que não podem ser vistos, de nenhum ponto de vista separadamente. E, sobretudo, mudai de lugar e tomai altura, não só nas carteiras da escola, nos lugares que a sacralidade do poder considera votados ao conhecimento, mas também em toda a vossa vida. Associai livremente a declamação poética ao futebol, o adestramento físico à criação artística. Interrogai-vos: « De quantas maneiras é possível caminhar num pátio?», e descobrireis que a estreiteza do espírito engendrada pelos pontos de vista habituais vos escondia a maioria das possibilidades praticáveis e desejáveis.” Pg 155/156

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.