Segunda-feira, 9 de Maio de 2016

A terra do Calhas

Entre as palavras que definem a lusa gente, temos o verbo calhar. Às vezes vem mesmo a calhar por que se ajusta ao que era esperado, porque convém assim, porque encaixa como uma luva, porque chegou no momento próprio. Trata-se do Calhas em maré de sorte. Porque, por natureza, o Calhas umas vezes calha bem, outras vezes calha mal. Quando calha bem, diz-se ‘veio mesmo a calhar’; quando calha mal, é a vida. Mas o Calhas não tem origem, nem história, nem causa. Simplesmente acontece. Ele é um princípio básico do (des) conhecimento. É mesmo o contrário do princípio explicativo da realidade, isto é, do princípio de razão suficiente segundo o qual tudo o que acontece tem uma causa. Por isso, é um bom aliado do espírito preguiçoso que ‘deixa o marfim correr’, parente do ‘fia-te na virgem’. Mas, apara além de ser um princípio de conhecimento e aprendizagem ele é também um princípio de ação segundo o qual não é necessária preparação ou plano para atingir um objetivo, basta fazer ao calhas. Se calhar corre mal e ainda bem que não se investiu muito, senão o prejuízo seria maior. E até calha que às vezes o Calhas tem razão, porque até um relógio parado está certo duas vezes ao dia. E porque o calhas às vezes dá certo, depressa nos dão como incentivo empreendedor o conselho de ‘atirar o barro à parede’   Portugal é a terra do Calhas. Ele está entre nós, ele está dentro de nós. Bem que cada português podia acrescentar Calhas ao seu nome. Do Calhas é que depende tudo: do juiz que nos calha, do examinador que nos calha, do professor que nos calha, do médico que nos calha, do polícia que nos calha, da mulher/homem que nos calha. Até há quem defenda que o achamento do Brasil foi obra do Calhas e que a história de Portugal é quase no seu todo obra dele. A ser assim, deveríamos encontrar forma de o materializar e fazer um monumento em sua honra.

publicado por julmar às 21:18
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. A Coruja de Minerva

. Andar - Cálculos

. A sombra do viajante

. Migalhas filosóficas

. Obrigado pelo atraso

. Leituras breves

. Poemas da minha vida

. A terra do sr Fernando

. A última pergunta - Isaa...

. A vida é um jogo

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds